Roteiro de carro na Normandia: Etretat e Fécamp

O fim da minha primeira semana de trabalho em Paris foi bem comemorado na última sexta-feira, com amigos queridos, boas cervejas e um dia lindo de sol.Tão lindo e quente que nos animamos pra viajar de última hora no fim de semana. Alugamos um carro no sábado de manhã e seguimos rumo à Normandia, noroeste da França.

WP_001116

Nossos guias, Pablo e Fábio, e o carrinho firmeza, com GPS

Na madrugada de um dia para o outro, só tivemos tempo de dar uma olhada rápida em um hotel barato e por quais cidades poderíamos passar pelo caminho (um salve para Pablo e Fábio, que organizaram os detalhes!).

A ideia inicial era curtir as praias e o sol, que prometia aparecer nos próximos dias. Bem, prometia. Se apareceu, com certeza não foi na França nem, principalmente, na Normandia. Sentimos a fama da região na pele à medida que nosso carro se distanciava de Paris. Quem a visita, na maioria das vezes, enfrenta vento forte e chuva. Características que nenhum francês deixa passar na hora de tirar sarro dos conterrâneos…

WP_001154

Cartão postal: “Vantagens de férias na Normandia – Nenhuma marquinha no fim do verão!”

Pelo menos, tivemos sorte de não pegar chuva durante os dois dias. E nada atrapalhou nossa alegria de dar uma escapada de Paris para ver o mar e renovar as energias. Segurando forte a barra de nossos vestidos de verão, descobrimos a dica perfeita para todas as mulheres que vão viajar para lá: levem pelo menos uma calça, mesmo que o tempo esteja bom, ou coloquem uma calcinha bonita, para o constrangimento ser pelo menos mais elegante.

De Paris a Etretat, a primeira cidade do roteiro, foram 215 quilômetros, cerca de três horas. Campos de flores amarelas, vacas gordas e muito verde nos acompanharam ao longo do trajeto. Estradas estreitas, que exigem atenção, mirantes com vistas incríveis e pequenas cidades históricas e charmosas, uma ao lado da outra. O caminho já vale a viagem. Só tenha atenção ao GPS do carro, que pode, como sempre, ser uma furada. É uma boa ter sempre o Google Maps no celular como segunda opção, ou seguir as placas. Mas se perder às vezes também é uma delícia e pode render boas descobertas.

??????????

No caminho, passamos em um supermercadinho para comprar quitutes e fazer um piquenique na praia. Compramos três garrafas de vinho, suco, queijos, bolachas, torradas, patês, chocolates e castanhas. A conta: menos de 30 euros, para dividir entre cinco pessoas. Uma alegria que só cidades interioranas podem proporcionar aos bolsos de quem sai da capital.

Etretat foi o primeiro destino. Há um tempo já estava doida para conhecê-la. A cidade, como todas as outras da região, é charmosíssima e a cara do interior francês. Arquitetura homogênea em estilo normando, com casas de madeira e jardineiras nas janelas.

??????????

Mas as grandes estrelas da cidade são as falésias. A partir do momento em que chegamos na praia já conseguimos vê-las, suntuosas e recortadas em forma de portais.

?????????? ?????????? ??????????

O melhor a fazer é estender a canga para piquenicar com calma e depois caminhar pela margem do mar, esmeralda e sem fim – de sapatos, porque as pedrinhas machucam um tanto os pés. Tudo é lindo, não importa para onde você olhar. Uma paisagem retratada por pintores impressionistas como Monet e Coubert, apaixonados pela região.

76-etretat_mau-monet_w reprodução

Paisagem de Etretat por Monet. Foto: reprodução

Embaixo de uma das falésias, na ponta esquerda, tire os sapatos e se aventure entre pedras cheias de lodo, escorregadias que nem sabão. Se conseguir passar por elas sem levar um tombão, você encontra uma caverna. Uma escada velha te desafia a subí-la sem olhar para o chão.Você olha para a escada, olha para a placa enorme de PERIGO, olha para a escada de novo… Então sobe o primeiro degrau e imagina seus pais sofrendo algumas palpitações no coração, pressentindo uma tragédia.

??????????

??????????

Rossana, amiga italiana sofrendo para subir e querendo me matar por colocá-la nessa situação

??????????

Na foto a escada até parece tranquilinha…

??????????

O risco vale a pena. Entramos por outra pequena caverna, onde depois de um corredor escuro e baixo nos deparamos com uma vista maravilhosa das falésias. A sensação é deliciosa, ainda mais porque chegar lá havia sido um desafio. Tudo natural, tão imponente, como em poucos lugares ainda neste mundo.

DSCN1515 ??????????

Também é possível subir nas falésias. Mas já bastava de aventuras naquele dia, então optamos por ir de carro até o topo de uma delas. Uma igrejinha e uma vista de babar nos esperavam – além do vento, que quase nos derrubou ladeira abaixo.

?????????? ??????????

Saímos de Etretat em direção a qualquer outra cidade que encontrássemos no caminho. Passamos por Yport, também bem bonita e com falésias, mas acabamos parando em Fécamp, que tem um longo porto com uma vista linda do mar.

Achamos um pub-creperia perto da orla que ainda não estava lotado – não fomos os únicos a querer curtir a vista. Comemos as tradicionais galettes au sarrasin (feitas com trigo sarraceno) e bebemos cidra, como manda a etiqueta turística gastronômica na Normandia – e que vale a pena seguir.

WP_001123

O plano era voltar à beira do mar por volta das 22h para ver o pôr-do-sol, mas tudo o que vimos foi o pôr-de-nuvens, também típico da região…

WP_001155

Cartão postal tirando sarro: “Os famosos pôr-de-nuvens normandos”

Seguimos, então, para Le Havre, onde nosso hotel já estava reservado. Até pedimos dicas na recepção para sair aquela noite, mas o cansaço era tão grande – e as opções não muitas –, que achamos melhor dormir logo para continuar a viagem cedo no domingo. Ainda faltavam três cidades do nosso roteiro para conhecer.

Continua no próximo post… Le Havre, Honfleur e Deauville

About these ads

2 thoughts on “Roteiro de carro na Normandia: Etretat e Fécamp

  1. Adorei seu blog, especialmente o post. A Normandia deve ser muito legal.
    Agora só uma crítica, construtiva porfavor: Coloque fotos maiores, adoraria vé-las melhor

    bjs
    Dani Bispo

    • Obrigada, Dani, principalmente pela dica! Em alguns posts coloco fotos maiores, mas achei esteticamente melhor na página o tamanho médio. Se você clicar em cima delas também dá pra ampliar pra vê-las melhor :) Amanhã coloco a segunda parte da viagem. Bjs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s